domingo, 21 de janeiro de 2018

Véspera.

Estava jogada no sofá pesquisando sobre coisas significativas para mim, enquanto minha mente permanecia sucumbindo ao caos.
Me endividei comprando coisas das quias não precisava por pura estética. Diariamente recebo ligações de bancos diferentes. Consultei meu saldo bancário e o mesmo se encontra negativo.
Me sinto mal por não ser capaz de administrar corretamente minha vida financeira, mas quando lembro daqueles dias (nos quais acreditava piamente na necessidade dos objetos adquiridos), percebo que posso me perdoar.
Comprar compulsivamente era um escape da alma.
Essa coisa de viver intensamente sem pensar no depois pode ser bom, enquanto estiver durando.

...Enfim, concordo com o clichê que diz: "Não adianta chorar pelo leite derramado."

Aos queridos amigos que sempre comentam nos posts, tenho projetos para o blog e, espero sinceramente que gostem das novidades que pretendo estabelecer por aqui.






2 comentários:

  1. Também tenho como escape comprar. É uma merda. Ainda mais quando se é fodida financeiramente como eu.
    Beijos, Queen.

    ResponderExcluir
  2. Estou completamente curiosa sobre os projetos.
    Sobre comprar compulsivamente, quem nunca?
    Não dá pra voltar no tempo, mas com certeza adquiriu aprendizado.

    ResponderExcluir