sábado, 12 de maio de 2018

AS DORES DO ALMOÇO AINDA ME ENTRELAÇAM AS COSTELAS

...Há quase duas noites sem respirar direito.
Uma dor atravessada.
"É gases" alguém me diz com o que parecia ser um tom de escárnio.
Fechei os olhos procurando o melhor jeito para que não me incomodasse durante a noite, durante o sono. Na esperança de que no dia seguinte a mesma não estaria mais comigo. No meu corpo. Dentro de mim.
Considerando o fato de eu ultimamente estar consumindo muito mais feijão que o habitual, devo respeitar a ironia que foi-me dita, acreditando nos gases que me disseram e, não no câncer que minha mente doentia tenta me diagnosticar.
Essa vadia nunca estudou medicina, não pode me dar doenças terminais, como tem feito nos ultimos anos, desde que a psicose se agravou.
Eu ainda solto alguns: os gases do maldito e delicioso feijão.
Este que me atravessa as costelas vindo rumo aos ombros, também irá partir. Espero que esta manhã.

2 comentários:

  1. Devido você estar comendo mais feijão do que devia, eu até poderia dizer que seja gases. Meu marido sofre com dores nas costelas quase todos os dias. Uma vez, a dor desceu até o rim, e quando fizemos uma chapa, tinha uma enorme bolha de ar lá. Ele chorava de dor, foi bem tenso.
    Espero que nesta manhã, essa dor suma.

    Beijos, se cuida Matilda <3

    ResponderExcluir
  2. Amiga, é mesmo gases, eu entendo que você se preocupe com câncer e tenha medo disso por causa do que você passou, mas vai por mim, você vai estar melhor amanhã.

    Kisses

    ResponderExcluir