terça-feira, 15 de maio de 2018

É REALMENTE UMA DROGA TRADUZIR SUAS CANÇÕES ROMÂNTICAS, EDITH

Eu esperava algo que soasse menos doce e mais imoral de sua parte, Edith.
Bem... na verdade não sei porque fantasiei isso, só ando emocionalmente fodida ultimamente.
Nós tínhamos alguma ligação, você não lembra disso, Edith?
Eu costumava te escutar em certas noites, quer dizer... para ser sincera só conheço duas canções suas e uma delas não lembro mais o nome, o que obviamente não é um motivo para entrarmos em discussão sobre a ligação que tínhamos no passado, não é mesmo, Edith?
Uma vez meus ouvidos consumiram um álbum inteiro seu enquanto estava no banho -ou fazendo qualquer outra coisa que também não lembro.
É, eu esqueci algumas coisas.
Mas consigo lembrar claramente da ligação que tínhamos.
Francês nunca foi lá o meu forte, uso o google tradutor -e isso é algo realmente difícil de se confessar- e por isso nunca me importei de verdade com o que você dizia. Eu só estava preocupada em disfarçar minha podridão interna, e com o charme de estar escutando algo mais aceitável que qualquer uma dessas merdas pop.
Confesso que te usei em alguns momentos para parecer mais culta -e muito melhor que certos infelizes com quem miseravelmente partilhei minutos perdidos da droga da minha vida.
Foi um bosta entrar naquele site agora e me deparar com sua cartinha de amor.
Quer dizer... justo agora, Edith?
Minha intenção era apenas me sentir um pouco melhor e você conseguiu estragar tudo, Edith.

Nota: A louca que vos fala referia-se à canção La Vie En Rose - Edith Piaf, e à própria Edith -desnecessário dizer pois acredito que isso de referência a Edith tenha ficado claro em determinado ponto, e eu realmente não sei porque ainda não calei a maldita boca, não é mesmo, Edith?

Ps:. eu estava escutando musicas aleatórias de indie rock enquanto escrevia.
-Desculpa aí, Edith!
-"Ah, mais que coisa chata isso de "Edith"!"
Devo concordar com isso, quer dizer, é claramente o pensamento de quem estiver lendo essa bosta.
E estas foram as considerações finais. Agora estou realmente indo... tchau!

...Oi, você está por aí, Edith?

-"Ah, puta que pariu, cala a boca caralho!!!"

*Caro leitor, não ligue se estiver confuso, você não está bêbado (assim espero), ainda estou tentando entender isso que escrevi. Preciso desabafar sobre minha frustração atual. Você já esteve próximo do final de uma leitura ou de uma série que amou muito?
Pois é, eu estou vivenciando isso agora e tenho protelado para ver os capítulos finais de minha série favorita de todos os tempos -depois de dois homens e meio e todo mundo odeia o chris, obviamente.
Portanto, classifique isso como "falta do que fazer", porque é isso que realmente é.

E apesar disso, que fique claro que: EU NÃO USO DROGAS!

Um comentário:

  1. kkkkkk relaxa, sei que não usa drogas, todos nós temos esse tipo de diálogo interno, você apenas tem o talento de transformar em texto.

    ResponderExcluir